Streaming: pesquisa revela hábitos de consumo dos brasileiros

Reprodução

De acordo com informações divulgadas por uma pesquisa encomendada pela Roku, 75% dos entrevistados assistem a serviços de streaming todos os dias e 88% já viraram noites maratonando os conteúdos de suas preferências. A apuração intitulada “Hábitos de streaming dos brasileiros” foi feita em comemoração aos 2 anos de atividades da plataforma no Brasil, sendo desenvolvida pelo Instituto FSB Pesquisa de forma online, abordando 2 mil participantes com idade a partir de 18 anos entre os dias 29 de dezembro de 2021 e 5 de janeiro de 2022. Confira os números que foram avaliados.

HOBBY PREFERIDO

Ao serem consultados sobre qual atividade cotidiana mais gostam de fazer em uma lista contendo 12 opções, assistir a serviços de streaming foi a mais votada, ficando a frente de outras como:

  • Ler um livro (74%)
  • Assistir a um jogo de seu clube de futebol (68%)
  • Sair com amigos (63%),
  • Praticar esportes (61%)
  • Ir a uma festa ou show (61%)

Já no que diz respeito ao hábito de maratonar produções de 88% dos consumidores, 72% responderam que já deixaram de sair com amigos para madrugarem assistindo seus programas prediletos e 54% admitiram até chegar atrasados a compromissos importantes por tamanha vontade de não desgrudar os olhos da tela.

Destaca-se inclusive na pesquisa que 87% dos participantes responderam que fizeram maratonas de alguma produção ao menos uma vez em suas vidas. Porém, isso não significa que o passatempo tem virado vício para os brasileiros, que durante as enquetes alegaram que ir à praia (39%), estar junto a família (32%) e ter relações com o parceiro ou parceira (25%) ainda se mostram como afazeres mais atraentes que acessar streamings.

COMPANHIA OU SOLITUDE

Vale frisar que na divisão de dados referente aos 75% do público que consome streamings diariamente, 51% afirmaram assistir sozinhos e 42% acompanhados. Entre os 42% que costumam desfrutar de streaming na companhia de outras pessoas, 38% de tal parcela mostraram predileção por assistir ao lado do marido ou da esposa, e 31% junto aos filhos. Avós e amigos foram as escolhas menos votadas, com 23% e 20% respectivamente.

Ao justificarem as opções menos desejadas, o público participante apontou como principais motivos o barulho durante as exibições (25%) e a dificuldade em achar títulos que agradassem a todos os presentes (19%). Houve inclusive na pesquisa um tópico relacionado ao tipo de pessoa mais inconveniente em sessões de streaming, onde entre os apontados estão:

  • Indivíduos que conversam durante a atração em exibição (77%)
  • Pessoas que ficam chamando por alguém no meio do programa (57%)
  • Usuários que demoram tempo de mais para escolher o que ver (34%)
  • Aqueles que querem escolher o que assistir sozinhos (33%)

FORMAS DE ACESSO

Questionados sobre como preferem ter acesso a serviços de streaming, a TV liderou com folga ocupando 65% do favoritismo dos espectadores seguida pelo celular que pontuou 17% e pelo computador que alcançou apenas 15%. Curiosamente, apesar da própria casa ser a alternativa óbvia mais requisitada, consumidores listaram na pesquisa que também gostam de assistir Netflix, HBO Max, Disney+ e demais serviços no trabalho (11%), durante aulas (5%), em banheiros e hospitais (ambos com 3%) e até em meio a festas (1%). Referente ao fazer outras atividades em simultâneo com a mais votada, 89% declararam assistir durante suas refeições e 55% enquanto arrumam suas casas.

De acordo com Luís Bianchi, diretor de marketing da Roku na América Latina: “Os resultados demonstram que estamos, de fato, vivendo a década do streaming e que essa forma de consumir conteúdo veio mesmo para ficar. Durante o momento mais crítico da pandemia, vimos um aumento do consumo de streaming, mas, mesmo com a retomada da rotina  das pessoas, continuamos a ver esses hábitos”. 

É válido também lembrar que não é a primeira vez que a popularidade das plataformas de vídeos digitais é certificada através de estudos, e que a audiência de streamings já vem superando inclusive redes de TV tradicionais e toda a TV por assinatura.

17 respostas para “Streaming: pesquisa revela hábitos de consumo dos brasileiros”

  1. MeGaNiNjA disse:

    Streaming já é realidade no Brasil, e a as TVs tanto gratuitas como a cabo tem que adaptar a essa nova realidade

  2. Lucas Paez disse:

    Ler um livro em primeiro? Wtf

  3. Fresh Prince of Namek disse:

    kkkk eu duvido desses 74% hein

  4. Rafinha disse:

    Streaming veio pra ficar mesmo. hoje TV nenhuma fará eu deixar de fazer uma outra coisa importante melhor para o meu laser ou adiantar um serviço ou estudo por causa de uma novela, serie ou filme.

  5. Felipe ROx disse:

    Ler um livro? Deviam trocar esse por contar piada…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.