Disney+ recebe críticas por incluir séries para maiores

Marvel / Netflix / Divulgação

Embora muitos fãs tenham celebrado o anúncio de chegada das séries da Marvel que estavam na Netflix, o Parents Television Council (PTC), vem criticando altamente a decisão da Disney que para o órgão, destrói uma marca que sempre foi referência a família ao longo dos anos, via Variety.

Por mais de 98 anos, a Walt Disney Company tem sido sinônimo de palavras como família e amizade, não consigo pensar em nenhuma outra corporação na história americana que tenha sido idealizada mais diretamente nas costas – e nas carteiras – dos pais e da família“, disse Tim Winter, presidente do PTC. “O Disney Plus se comercializou logicamente como um serviço de streaming familiar, e os pais confiaram na Disney para entregar exatamente isso… Parece totalmente ‘fora do padrão’ do Disney Plus adicionar este tipo de programação apenas para aumentar a receita de assinaturas. O que vem a seguir, performances de strip-tease ao vivo na Fantasyland na Disney World?” comentou.

Nos Estados Unidos, as séries da Marvel Demolidor, Jessica Jones e Luke Cage chegam em 16 de março, através de um controle parental. No Brasil, não há uma previsão de lançamento, embora seja esperado que aconteça no Star+.

23 respostas para “Disney+ recebe críticas por incluir séries para maiores”

  1. ChrysMonkeyQuest disse:

    Caramba quanto exagero por algo que se resolve com mero CONTROLE PARENTAL que o Disney+ vai usar nessas séries.
    Se eles querem que o conteúdo mais “adulto” venha em um serviço separado problema deles, no resto do mundo a gente quer TODO esse conteúdo no Disney+ e não mais outro serviço pra assinar, apenas pra ter conteúdo que já era pra estar ali (Sim, ainda te odeio Star+).

    • Luis Paulo S.M disse:

      Eu não culpo eles. A Disney sempre trabalhou com produções para toda a família, e essas séries simplesmente não se encaixam.

      • Caio Moraes disse:

        Disney trabalha com produções mais adultas desde o início dos anos 90.

      • ChrysMonkeyQuest disse:

        A Disney de hoje em dia não é mais a mesma de antes. Eles se expandiram demais e agora são donos até dos SIMPSONS e olha que Simpsons não é algo para toda família, ainda assim está no Disney+ lá na gringa. Até mesmo conteúdo Marvel e Star Wars, nem tudo ali é recomendado para “toda” família e ainda assim é encontrado no serviço.
        E tudo isso se resolve com controle parental. Disney+ é para ser o lar de TODO conteúdo da Disney e querendo ou não a Disney É dona de muitas IPs que não são para toda família hoje em dia.
        Não querem que criança veja? Só ativar controle parental e pronto, só conteúdo livre para todos os públicos.

      • Felipe Estrela disse:

        CofcofPulpFictioncofcof

    • Rick disse:

      Se o único problema for o preço, o Mercadolivre está oferecendo o nível 6, que inclui Disney+ e Star+ de graça, por só R$9,90 ao mês durante 1 ano. Poderiam postar uma matéria sobre aqui até

      • ChrysMonkeyQuest disse:

        A questão é mais estar pagando DOIS serviços por conteúdos que deveriam estar juntos sob uma única assinatura. Promoções são legais, mas ficar esperando por elas é um pé no saco, o certo era a Disney e tudo que ela possui estarem no Disney+.
        Um bom exemplo disso é a Sony agregando tudo da Funimation dentro da Crunchyroll. Dois serviços de streaming diferentes pra coisas que pertencem a mesma empresa é bem chato pro consumidor.

  2. Makoto Bakura disse:

    Fato: Pessoa espanta uma lagartixa
    Tim Winter: Foi por coisas assim que os dinossauros foram extintos!!!

    Fato: Alguém espirra
    Tim Winter: A Terra saiu da órbita e vai vagar pelo espaço sem rumo!!!

  3. Djonatan disse:

    PTC, vai dar meia hora de c# com o relógio parado.

  4. Lebowski disse:

    Eu acho essas críticas nada mais que balela.
    Se esses pais estão tão preocupados que seus filhos possam ver conteúdos assim, eles poderiam proibir seus filhos de verem esses conteúdos e fiscalizarem/restringirem o que eles assistem (o app deve ter alguma coisa relacionada à controle parental).
    Mas não. Mais fácil reclamar isso com a empresa multibilhonária que só vai dar atenção se isso impactar o bolso dela.

    Liga pra isso não, Disney! Continua colocando conteúdos assim no D+!
    Se possivel, continue com as séries dos Defensores!

  5. alberto disse:

    cara xarope…

  6. Squall disse:

    Pais: “O que vem a seguir, performances de strip-tease ao vivo na Fantasyland na Disney World?”
    Executivo do estúdio: Olha, até que me parece uma boa ideia. Anota aí e vê com o pessoal do figurino o que precisa adaptar nas roupas das princesas.

  7. Tales disse:

    quanta chatice, existe controle parental pra que então

  8. Djonatan disse:

    PTC, vai dar meia hora de c# com o relógio parado.

  9. Diegon disse:

    Coisas assim que me fazem entender porque a Disney é receosa em juntar todo seu conteúdo num lugar só. Parece que não adianta nada colocar proteção e classificação indicativa pra conteúdos mais maduros, sempre tem uma manada de pais que culpam o serviço por sua própria irresponsabilidade e superproteção aos filhos.

  10. Thanos disse:

    Bobagem

    todo Streaming tem

    Basta fazer opção de limitação de conteudo por perfil

  11. Tio patinhas disse:

    Bom, isso pra começo de conversa é culpa da própria Disney, se desde o inicio o serviço oferecesse todas as opções essa reação seria bem mais branda, mas eles mesmos venderam isso de serviço da família. Agora perceberam que isso n da certo, e terão de arcar com esse tipo de coisa. A transição vai ser bem complicada, se até a netflix que sempre ofereceu conteúdo pra geral teve problemas com isso, imagina a Disney. Gostando ou n, eles estão mexendo na imagem que eles ainda nem acabaram de construir do próprio serviço.

  12. Kalem disse:

    se isso é a reação dessa gente com essas séries, imagina quando os animes que a Disney adquiriu chegar, e aquela série japonesa baseada num mangá que tem Canibalismo kkkk

  13. César Filho disse:

    complicado, entendo as criticas

  14. edustarman disse:

    É muita hipocrisia e um pseudo conservadorismo, meu querido Tim Winter, violência existe, conteúdos impróprios existe, agora você dizer que a Disney irá transmitir performances de strip-tease simplesmente por inserir cinco séries que a empresa Disney tem os direitos, isso mostra seu conservadorismo radical e sua falta de conhecimento de uma função chamada Parental Control, onde você decide se vai ou não acessar esse conteúdo, é quase que uma mágica disponível nas plataformas de Streamings e faz maravilhas como não deixar que meu sobrinho de 2 anos acesse Sense 8 ao invés de Patrulha Canina na Netflix, por exemplo, pois Sense 8 claramente não é um conteúdo feito para ele, e eu só usei a série como exemplo eu nem assisti essa série, então finalmente a Disney parou com a hipocrisia de Family Friendly e inseriu conteúdo Rated R, primeiro se não fosse assa a intenção, por que adquirir a FOX? Que tem um conteúdo Rated R, porque existem todos os nichos de acompanhamento, a Disney Plus não é interessante para quem gosta de Animes, existem streamings muito mais competentes nessa área, mas se futuramente ela querer agregar esse nicho porque não afinal de conta ela é uma empresa privada e não um partido político conservador, apesar de hipocritamente querer passar essa vertente de pureza Family Friendly, criando um streaming chamado STAR+ que todo mundo sabe que é conteúdo da Disney (após adesão da Fox), porém para não macular a imagem pura e de ingenuidade do Mickey Mouse foi criado mais um produto para Disney lucrar em duas vertentes, contudo vendo que existem streamings que estão cagando e andando para essa hipocrisia como a Warner e a Discovery, que ao invés de deixar dois serviços individuais com o mesmo dono ira fundir os conteúdos em um novo serviço de streaming, e que o povo não é bobo para ter dois serviços do mesmo dono e acaba optando por um, portanto ao invés de agregar assinantes acabam dispersando os mesmo, a Disney optou por não ser menos hipócrita. E você Tim Winter, pare de ser hipócrita e querer que a Disney eduque seus filhos vai aprender a usar o Parental Control, pois o mundo não vai parar de girar só porque você quer.

  15. Felipe Estrela disse:

    Como bem disseram os gringos, lamentávelmente este é un grupo de fanáticos religiosos que todo mundo deveria ignorar.

    Acho incrível que ainda se procure responsabilizar a terceiros por algo que é responsabilidade dos pais.

  16. Cristiano (Gamer Web) disse:

    Não são as crianças que pagam a assinatura, são os adultos, a Disney tem que agradar mais o público adulto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.