Star Trek: Discovery deixa a Netflix e será lançada no Paramount+

Reprodução.

De acordo com o Deadline, a Netflix e a ViacomCBS (dona do Paramount+ e da franquia Star Trek) fizeram um acordo para encerrar o contrato de distribuição mundial de Star Trek: Discovery. Em razão disso, a série deixou o catálogo da Netflix em diversos países, incluindo o Brasil. Esse novo acordo é um movimento para fortalecimento do Paramount+  mundialmente.

Nos últimos anos, a ViacomCBS tem dado muita atenção à franquia Star Trek, lançando diferentes séries para todos os públicos: Subalternos (comédia adulta animada), Prodigy (animação infantil 3d), Picard (live action que dá continuidade na história do personagem clássico) e Discovery, que foi o revival de Star Trek para a nova geração.

O novo acordo tem um gosto agridoce para os fãs brasileiros, isso porque durante as três primeiras temporadas, a série estreou no catálogo da Netflix do Brasil uma dia após sua exibição nos EUA. O problema é que a 4ª temporada estreará nos EUA nessa quinta-feira (18) e não chegará imediatamente ao país.

Star Trek: Discovery não está mais disponível no Brasil. Em comunicado oficial, o Paramount + anunciou que a série chega ao seu catálogo no início de 2022, porém sem data definida.

8 respostas para “Star Trek: Discovery deixa a Netflix e será lançada no Paramount+”

  1. Mystician disse:

    Star Trek: Discovery é uma aberração feita pra jovens dinâmicos que destrói todo legado franquia, é o fundo do poço, Star Trek Picard um lixo progressista nada haver com a franquia, tá junto do Discovery. Fandom de Star Trek quase não existe mais por causa do desrespeito de hollywood, eles anunciam algo novo quase ninguém liga.
    Star Wars tá seguindo o mesmo caminho.

  2. Caio disse:

    Achei fraca essa última temporada, nem terminei de assistir.
    Acho que se tivesse dando uma audiência alta, Netflix não teria aceitado tão bem encerrar o contrato.

  3. E nem vi ainda, mesmo estando por aí há um BOM tempo. Muita série/anime e pouco tempo pra assistir.

  4. Mindray Rappelz disse:

    Sacanagem isso, mais uma fatura de Streaming. Podiam ao menos seguir o cronograma de lançamento dos episódios um dia após os EUA.

  5. Murray159 disse:

    Acho que a série começou mal, tentando ser pretensiosa demais e tal. Das duas primeiras temporadas, os melhores episódios eram aqueles que se assemelhavam a série clássica (ou seja, dava pra contar nos dedos). Mas a terceira temporada pra mim foi bem mais legal. A série encontrou um equilíbrio, uma dinâmica que funciona. Não planejo assinar Paramount+ no momento (estou pensando até em abrir mão do Netflix), então infelizmente acho que ainda vai demorar um bom tempo pra eu voltar a acompanhar a série.

  6. Vitor Santos disse:

    Os comentários são apenas pra detonar? As opiniões são pessoais não precisam de resposta. Pessoalmente eu gostei, continua bem a frente de seu tempo. Quando começou o anacronismo levaram para o futuro. Isso foi uma ideia genial! Gosto muito pois sempre foi em busca do conhecimento, sem se preocupar se é branco ou preto, hetero ou gay, mulher ou homem. A busca é pelo bem de todos. Uma coisa coletiva, isso é a sociedade Star Trek. E continuo gostando.

  7. Andre A. Luiz disse:

    Eu literalmente caguei para as “bigs” da distribuição, continuo utilizando Torrent ou o Vizer. Sinceramente quero que se [email protected]
    Continuo assistindo várias produções que são vetadas de assistir no Brasil. De boa caguei.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.