Re: Zero: anime sofreu censura na China

Media Factory / White Fox / Divulgação

Após ter sido retirado há um tempo, o anime Re: Zero retornou ao catálogo da bilibili, maior serviço de streaming da China em dezembro de 2021 para a alegria dos espectadores chineses, mas em contrapartida, se encontra com algumas censuras nas falas dos personagens (via VSA).

A produção em si está intacta, sem cortes ou censuras, mas a tradução de algumas falas dos personagens foram totalmente distorcidas para remoção de menções ao “amor” ou “relacionamentos amorosos”, sendo substituídos por trechos de conversas como “amizade” e “companheirismo”.

O famoso episódio 18 da 1ª temporada, onde ocorre a cena em que Rem declara seu amor para Subaru, foi modificada para “Rem se importa com você” (em tradução livre), ao invés de “Eu amo você, Subaru”.

Outras falas de ambas as temporadas, onde é mencionado o amor de Subaru por Emília ou de Rem por Subaru também sofreram modificações por demonstrações de amizades e respeito. Não se sabe qual o motivo dessa censura um tanto “peculiar” da bilibili.

Re: Zero está disponível no catálogo da Crunchyroll, com opção de dublagem em português e áudio original com legendas.

10 respostas para “Re: Zero: anime sofreu censura na China”

  1. DevilKirito disse:

    Acho que censuraram as referências ao amor pq o único amor que um chinês pode ter é ao partido comunista chinês kkkk.

  2. Everton Luiz disse:

    Basicamente muda todo o contexto…

  3. matheus bom de bolo disse:

    Q censura besta kkkkkkkk
    Esperar oque da china tbm né

  4. Squall disse:

    Me lembrei na hora das “primas” em Sailor Moon e do “Reino das Trevas” do Yu-Gi-Oh! (se bem que nesse caso o tiro saiu pela culatra, tendo em vista que o anime tinha um reino das trevas de verdade no enredo). Fiquei curioso pra saber qual seria desculpa dessa censura de agora.

    • Masato disse:

      Não sei de qual você tá falando, mas não teve “primas” na versão nacional de Sailor Moon. Isso foi na americana. Na brasileira, só deixaram as menções à relação delas menos explícitas.

  5. Arthur disse:

    Nossa qui novidade

  6. Pedro Henrique disse:

    Cada coisa.

  7. Rafinha disse:

    China e seus costumes…

  8. will disse:

    Oxi, oxi, oxi…

  9. Allan Martins disse:

    Cara…comparado ao que crunchyroll fez com o Worlds End Harém isso que a China fez nao foi nada, já que nessa situação mudaram só a legenda, o áudio permanece igual, então pra os chineses que sabem japonês, entenderam o contexto sem problema nenhum. O que é muito diferente de colocar um borrão preto ridículo nas partes íntimas das personagens…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.