Mangás: pesquisa mostra que 80% dos mangakás são mulheres

Reprodução.

O portal japonês ManNavi Manga Award realizou uma pesquisa no ano passado que mostrava dados demográficos sobre os autores de mangá no Japão e, segundo os dados divulgados, quase 80% destes escritores são mulheres. Durante a pesquisa foram coletados o gênero e a idade dos entrevistados, o que mostrou que 77,2% são mulheres enquanto que apenas 18,1% são homens.

E se tratando de idade, 47% dos escritores possuem entre 30 e 39 anos; 24,3% tem entre 40 e 49 anos; 16,5% estão entre 20 e 29 anos e apenas 10,8% possuem entre 50 e 59 anos. Os demais autores possuem menos de 20 anos ou mais de 60 anos.

Esta pesquisa, de certa forma, acaba tendo relação com a revelação feita nesta semana por Ken Akamatsu, criador de Love Hina, que acabou revelando que a mente por trás de Jujutsu Kaisen, Gege Akutami é, na verdade, uma mulher. Infelizmente, muitas autoras preferem esconder que são mulheres, mas não há um motivo generalizado.

19 respostas para “Mangás: pesquisa mostra que 80% dos mangakás são mulheres”

  1. Toelho disse:

    J.K. Rowling tem esse nome artístico porque os executivos da editora dela achavam que Harry Potter poderia vender menos entre os meninos se soubessem que ela era mulher. Imagina uma autora de mangá, que tem um público 10x mais conservador do que os consumidores de literatura juvenil convencional.

  2. MeGaNiNjA disse:

    Pensamento meio randômico mas relacionado com o tema: acho engraçado que muito desses mangas feitos por mulheres tem um pouco de fan service nele (só ver alguns do grupo coletivo feminina CLAMP, especialmente Chobits) e em muitas vezes chegam as ser pior do que em certos mangas feitos por homens

    Fico pensando se realmente essas obras seriam objificação se tem mulheres estão fazendo as obras ou se seria um pânico puritano devido somente uma visão da [email protected]#$alidade de quem faz o manga, seja essa pessoa homem ou mulher

  3. GesichtLee disse:

    Muito interessante. Eu moro na Alemanha, aqui existe um grande mercado de mangás profissionais feitos por alemães, aqui também a grande maioria são mulheres, mas aqui ninguém esconde.

    • ChrysMonkeyQuest disse:

      Fato interessante esse aí. Pelo jeito ainda restam partes do mundo que mulheres podem ser mulheres em seus próprios trabalhos.

  4. Everton Luiz disse:

    E ainda ficam tentando forçar que a indústria de mangas e anime é machista.

    • Toelho disse:

      E isso é um argumento?
      A notícia diz que as artistas contratadas são mulheres, não os executivos das editoras e os agentes delas…

    • PH CP disse:

      Putz, meu querido, mas se quase 80% da indústria é mulher e quase todas preferem esconder o gênero, obviamente é por causa do preconceito do público, além da privacidade.

      • Everton Luiz disse:

        Japoneses são mais reservados que a gente, o publico não da a minima se é homem ou mulher ou para popularidade do autor, considera que o manga novo do autor de naruto foi um fracasso e o manga mais famoso atualmente é escrito por uma mulher que é Kimetsu, o importante é o conteúdo da obra.

        • Pocuel disse:

          Eu acho que você precisa de alguma base pra fazer tantas afirmações com tanta certeza se não não vai passar de achismo barato da sua parte, Primeiro a ideia de serem pessoas “mais reservadas” tem que partir de algum lugar, eles não são mais reservados “por que sim” mas por que existe uma ideia de julgamento social mais feroz na sociedade japonesa, tem que entender não só “o que” mas o “POR QUE” das coisas, e a qualidade da obra e de fato importante mas a questão de reservar a sua imagem esta ligado menos a questão do consumo e mais a questão do assédio seja online e ate mesmo físico, Idols e Seyuus por exemplo vivem escondendo onde estão, qual região moram e principalmente com quem estão saindo pra não sofrerem assédio dos fãs (e só lembrar do caso da Idol que teve que se desculpar por estar namorando e do seiyuu que foi stalkeado por um fã)

          Sobre isso Mulheres no geral são vitimas mais recorrentes que homens.

          • Everton Luiz disse:

            O seu que parece achismo, tem alguma evidencia que alguma obra vende menos por causa do genero do autor? Talvez aqui no ocidente porém não vejo nada desse pensamento para quem compra mangas, vocês que gostam de ficar politizando tudo e falar que tudo é machismo, até os homens escondem identidade.

  5. Jardel disse:

    Por um lado chega até ser compreensível as autoras esconderem a verdadeira identidade, porque têm uns fanservices que são tão apelativos que chega a ser espantoso como uma mulher pode criar uma coisa dessas. Se na nossa sociedade o povo julga, então talvez não seja tão diferente no Japão e é um dos principais motivos por tomarem tal decisão.

  6. King of Lies (God Mode) disse:

    Eu mesmo achei bem irônico quando descobri que The Rising of Shield Hero é escrito por uma mulher, sendo que a obra foi taxada de “machista” quando estreou o anime.

  7. Felipe Soares disse:

    Notícia muito interessante. Não tinha noção que a diferença era tão grande.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.