Kemono Jihen: O inicio de um sonho / Deu tudo errado

Shueisha / Ajia-do Animation Works / Divulgação

Para quem passou o dia todo se preocupando em pagar as contas do fim do mês e permanecer vivo durante um desgoverno, poder relaxar no final do dia assistindo alguma coisa que te tire da realidade por alguns minutos é uma dádiva. E se a opção for um anime que envolva magia, figuras folclóricas e mistérios mesclados a um contexto atual com muitas batalhas, é melhor ainda.

Pena que a opção disponível para essa missão é a produção do estúdio Ajia-do Animation Works, intitulada Kemono Jihen (怪物 事 変 ou “Monster Incidents”). E como diria o garoto do barril: “Teria sido melhor ir ver o filme do Pelé”. O porquê?. Siga a leitura para descobrir.

A obra de Shõ Aimoto, possuí em seus 12 episódios, uma premissa até que bem interessante: um menino hibrido (metade humano e metade demônio) que é abandonado pelos pais, mas que logo junta-se a uma equipe de investigação com outros tipos de híbridos que trabalham para uma espécie de polícia que visa manter em segredo dos humanos a sua existência.

A princípio, a obra que ao contar a história de seu protagonista, começa abrindo uma leve expectativa de ascensão, logo trata de frustrar o público em seu primeiro episódio ao nos entregar de fato, um personagem principal tão apático e sem nenhuma personalidade (ainda que essa razão seja explicada no anime). A ideia de contrastar a insensibilidade do protagonista Kabane com todo a sorte de sentimentos que ele possa querer descobrir e encontrar em outras personagens, não poderia ter sido mais mal trabalhada no anime. Isso porque qualquer personagem secundário que apareça, consegue obter mais destaque para si e o seu próprio arco, do que o personagem principal da produção.

Shueisha / Divulgação

E por falar em personagens, assistir Kemono Jihen foi como acompanhar um especial de vários animes com uma roupagem de Jujutsu Kaisen, de tantos personagens clichês presentes. Desde o chefe misterioso, mas legal com um quê de Kakashi Sensei (Naruto), passando pelo garoto afeminado chorão com o irmão malvado (Shun e Ikki – Cavaleiros do Zodíaco) até a velha enfermeira baixinha (Recovery girl – My Hero Academia) e o garoto estourado, mas que tem bom coração (Kuwabara – YuYu Hakusho).

No geral, Kemono Jihen demora para estabelecer conexão entre o espectador e seus personagens, fazendo com que o anime comece a florescer somente da metade pra frente (coincidentemente ou não) ao pausar o arco de kabane e trabalhar o desenvolvimento de seus companheiros de equipe em seus arcos individuais. Mas apesar de todas as questões levantadas, vale mencionar, que o a obra de Shõ Aimoto possuí suas perolas escondidas.

A mudança de traço, geralmente usada para dar ênfases em algumas mais tensas ou agressivas, são muito bem aplicadas na produção, fazendo inclusive, o público esperar por algo mais sangrento e gore no momento seguinte. Outra quebra, mas desta vez muito positiva, é o formato dos episódios aonde, até a primeira metade do anime vemos histórias de começo, meio e fim em cada episódio (fillers), mas que após a segunda metade observamos os ganchos narrativos para continuar assistindo ao episódio seguinte.

Shueisha / Ajia-do Animation Works / Divulgação

Por fim, podemos dizer que Kemono Jihen está longe entrar para o hall dos animes queridinhos de temática sobrenatural feito Demon Slayer e o já mencionado Jujutso Kaisen. Mas dentre tantas produções de 2021, a obra administrada pela Funimation também está um pouco distante de ser considerado o pior de todas as produções.

Sendo muito otimista, é muito possível que, se seguir a progressão de sua segunda metade de episódios, o anime numa segunda temporada consiga subir em sua qualidade narrativa – mesmo tendo um protagonista tão morto como esse – e consiga refinar não só o contraste cômico entre a insensibilidade e os dilemas sentimentais, como também a construção de seus personagens.

11 respostas para “Kemono Jihen: O inicio de um sonho / Deu tudo errado”

  1. 村崎葵 disse:

    “O inicio de um sonho / Deu tudo errado”

    Incrível ver como esse meme também serve para um certo canal de TV ae…

  2. FatalBlasti disse:

    Não entendi a motivação para esta postagem -‘, é falta de tema?
    E eu achei o anime maneiro, e não só eu já que no MyAnimeList a nota não esta baixa.
    Realmente n entendi essa postagem, parece que um funcionário que ficou triste com o anime resolveu usar como “meu diário” e escreveu isso.

  3. tiagoseiyapb disse:

    Mano o anime é maneiro pra caramba eu curti muito

    • Blu3s disse:

      Eu só não conseguia gostar muito do Akira, porque mesmo o Shun de CDZ, sendo um moleque andrógino e chorão, ficava sério e lutava quando era preciso, enquanto esse “garoto” conseguia ser mais menininha que a própria menina raposa do elenco. O engraçado é que ao mesmo tempo enquanto assistia o anime, me intrigava quando ele ia mostrar os verdadeiros poderes lutando sério ou ao menos assumir que sempre foi uma menina se passando por garoto por algum motivo convincente ou não.

  4. kimeras disse:

    Fiquei curioso quando li que era uma crítica beirando o lado negativo sobre kemono jihen. Mas fiquei decepcionado com o que foi falado

  5. MeGaNiNjA disse:

    Por mais que eu goste do ANMTV, a parte critica do canal tem muito a melhorar, o critico levou o anime muito no pessoal e comparou com animes de propostas diferentes que só tem a temática “sobrenatural” como único ponto em comum

  6. João Vitor P.G. disse:

    Não tem nada melhor que uma crítica falando sobre mais um anime ruim de temporada

  7. Ao disse:

    Caramba… Quanta besteira escrita…. E que comparações supérfluas…. Ainda bem que muita gente teve a maravilhosa oportunidade de ver esse anime. E tirar suas próprias conclusões, porque se for depender do autor desse post, o anime ia receber muitas injustiças.

  8. Satoru disse:

    Um dos melhores da temporada pra mim. Pois me surpreendeu.

    Essas comparações que foram feitas achei bem bestas…. Agora a moda é tudo copiar Jujutsu e Kimetsu entre outros….No quais já são clichês…. Então não faz sentido fica com esse papo…

  9. Lien Kaito disse:

    Discordo totalmente do post. Kemono Jihen teve sim uma história legal, personagens interessantes e uma animação consistente. Claro que se for comparar com Jujutsu e Kimetsu, ele tá em um nível mais baixo, mas isso não significa que seja perda de tempo acompanhar a obra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.