Hajime No Ippo: autor ameaçou cancelar o mangá por insatisfação com adaptação em anime

Madhouse / Divulgação

Apesar de muitos animes apresentarem ao público histórias que inicialmente vêem a luz do dia nas páginas dos mangás e sendo responsáveis inclusive por um impulsionamento nas vendas destes últimos, nem sempre mangakás se pronunciam sobre o que pensam das adaptações animadas ou em outros formatos de suas obras.

Contudo, o que talvez menos pessoas ainda devem saber é não só da opinião de George Morikawa sobre a versão em anime de Hajime No Ippo, como de sua reação inicial à série animada produzida pelo estúdio Madhouse (NANA, Hunter X Hunter 2011) no início dos anos 2000.

De acordo com publicações feitas em sua conta pessoal no twitter durante o final do mês de janeiro (via Bounding Into Comics), Morikawa teria detestado os primeiros episódios que foram veiculados e ameaçou ele mesmo cancelar os trabalhos com o seu mangá se a adaptação animada não fizesse jus à qualidade de sua obra.

Em suas próprias palavras: “Quando iniciei a serialização de Hajime No Ippo, logo fui abordado por representantes de diversas empresas para fazerem um anime ou filme. Não estava nem um pouco interessado em nada disso, e por isso recusei várias vezes. Há uns 10 anos depois, um grupo de pessoas chegou então até mim e eu decidi ceder ao entusiasmo delas impondo apenas uma condição: que não decepcionassem os leitores que até o momento haviam acompanhado o mangá por 40 volumes.”

A ameaça de Morikawa de acabar com a serialização de Hajime No Ippo por conta própria se deu logo após o primeiro encontro com representantes pouco depois das primeiras transmissões de episódios do anime, e levou os mesmos a tomarem providências que foram reconhecidas pelo mangaká graças ao empenho tanto do primeiro quanto dos segundo diretores responáveis pelo anime.

Ainda segundo Morikawa: “[…] Disse a mim mesmo que a prioridade era o agrado aos leitores e agi de acordo. Apresentei então a condição de que se aceitassem Kohei Kiyasu (seiyuu que deu voz a Ippo Makunouchi) no posto de argumentista, deixaria tudo para ele. O editor responsável pela Kodansha na época, o produtor do programa e a produtora então se esforçaram muito e passaram a sempre me informar sobre o progresso e os resultados com o projeto. […] Não quis dizer que o autor original é ‘supremo’, no entanto, só o autor pode proteger uma obra junto com os leitores, e ele ou ela tem a responsabilidade de fazê-lo.”

A primeira temporada de Hajime No Ippo está disponível na Netflix apenas com a opção de áudio original e legendas