Duna: diretor comenta por que dividiu história em dois filmes

Warner Bros. / Divulgação

Em entrevista ao Wired, o diretor Denis Villeneuve comentou do por que resolveu dividir a adaptação de Duna, obra de Frank Herbert em dois filmes, embora sua sequência ainda não tenha sido oficializada pela Warner Bros.

“Isso foi decidido assim que começamos (no desenvolvimento) e todos concordaram. O ponto é que o livro possuí… muito para contar. É muito (conteúdo) apenas para um filme. É aquilo, ou você faz um filme com cinco horas e todos o desprezam por ser longo. Então resolvemos dividir. O primeiro filme funciona, é satisfatório, mas para concluir, precisamos de um segundo filme”. disse Villeneuve.

Duna chega aos cinemas brasileiros em 21 de outubro.

6 respostas para “Duna: diretor comenta por que dividiu história em dois filmes”

  1. GesichtLee disse:

    Filme pretencioso demais, pseudo-intelectual.
    Não é nada demais esse filme.

    O mundo nao8 é muito bem estabelecido, você não sabe basicamente nada sobre o Imperador, o Barão e sua familia, poderes deus ex machina, e ele termina de forma extremamente abrupta. Os design são sem inspiração e sem graça, o mesmo vale para as set pieces, as coreografias de luta são bem mais ou menos.

    Não tem nadinha de notavelmente inteligente nesse filme.

  2. Pedro Amorim disse:

    Eu confesso não resisti e vi pirata só digo uma coisa, a única vez que tremi em um filme foi em Godzilla: Rei dos Monstros, nesse Duna a tremedeira não parou nem um segundo. Claro é só a primeira parte é só a apresentação o segundo será superior.

  3. Endo Torres disse:

    Eu peguei a versão digital, manusear livros grandes sempre me incomoda, e quem conhece a coleção Duna sabe que é um baita calhamaço.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.