Dragon Ball Super: Ministério da Argentina denunciou Cartoon Network por assédio

Toei Animation / Divulgação

Na última segunda-feira, dia 30, o Ministério das Mulheres, Políticas de Gênero e Diversidade de Buenos Aires, na Argentina, encaminhou à Defensoria Pública do país um comunicado em tom de denúncia, que dizia respeito à transmissão de conteúdos inapropriados que foram ao ar dentro de um episódio do anime Dragon Ball Super exibido pelo Cartoon Network.

De acordo com a nota enviada ao órgão, o referido episódio do anime reproduzia “situações de importunação lasciva, violência simbólica e constrangimento por parte de um maior a um menor de idade, em um contexto de naturalização e comicidade de uma situação a qual adolescentes estão vulneráveis” entre os personagens.

Ainda de acordo com o documento, tais representações gráficas alcançariam facilmente uma audiência com idade entre 4 e 11 anos por se tratar de um conteúdo transmitido por um canal tido como referência em produções infantis num amplo alcance regional, e que pessoas responsáveis pela programação não estariam fazendo um trabalho de supervisão do que é exibido à altura de sua influência entre o público da faixa etária a qual se destina.

O manifesto foi assinado por autoridades argentinas, como a ministra Estela Diaz, a subsecretária de Políticas contra a Violência, Flávia Delmas, e a diretora provincial de Planejamento e Gestão da Comunicação, Lucía García Itzigsohn, e não teria sido o primeiro recebido pela Defensoria Pública Federal Argentina, que afirmou ter recebido junto a esta outras denúncias similares, a partir das quais, a instituição teria buscado envolvidos, como a própria Warner Media Latin America para audiências, a fim de apurar o caso e aprofundar debates relacionados a responsabilidade de empresas de comunicação sobre conteúdos audiovisuais veiculados.

O EPISÓDIO QUE GEROU O INCIDENTE

A cena a qual a queixa formalizada foi baseada pertence ao episódio 91 de Dragon Ball Super, “Qual universo irá sobreviver? Os guerreiros mais fortes se reúnem“. Nela, Mestre Kame pede à Yamcha que convença o gatinho flutuante Pual a usar suas habilidades de transformação para se tornar uma garota bonita e esbelta, a fim de que possa “superar seus impulsos devassos” para se unir aos demais guerreiros Z na equipe que representaria o Universo 7 no Torneio do Poder. Atendendo ao pedido feito por Mestre Kame após algum receio, Pual transforma-se em mulher e é perseguido sem parar por um Mestre Kame enlouquecido pela própria libido enquanto Yamcha e Oolong observam constrangidos a confusão feita pelos personagens sem qualquer intenção de intervir para que ela pare.

A Diretoria de Análise, Acompanhamento e Investigação da Defensoria Pública teve acesso ao episódio e classificou, ao avaliar através de seus próprios critérios, que nele estaria contida a situação delatada, onde foi entendido que um homem idoso expõe uma adolescente a um contexto de constrangimento e submissão voluptuosa normalizado pelos outros personagens envolvidos na cena, violando dessa maneira os direitos da criança e do adolescente ao entrar em conflito com normas nacionais de combate e erradicação de violência de gênero.

Curiosamente, essa foi a primeira vez que tal cena causou polêmica em todas as ocasiões em que o anime foi transmitido.

REAÇÃO DO CARTOON NETWORK E DA WARNER DA AMÉRICA LATINA

Mostrando-se favoráveis à reivindicação feita pelos representantes do governo argentino, as empresas reconheceram como erro ter permitido que o trecho fosse ao ar, especialmente na transmissão feita para a Argentina, em que o anime também era exibido em horário matinal, e concordaram em retirar a cena de futuras exibições no sinal latino, o que pode incluir também o Brasil.

Também foi reiterado pelo canal e pela programadora que não só o episódio apontado como toda a série passará por uma nova reavaliação caso volte a ser incluída na programação do Cartoon Network.

72 respostas para “Dragon Ball Super: Ministério da Argentina denunciou Cartoon Network por assédio”

  1. Gabriel Arruda disse:

    Se há uma coisa que sei é que Dragon Ball não é um anime infantil.

  2. 村崎葵 disse:

    Por que não transferem logo o Toonami pro Warner Channel? O bloco já veio todo ferrado pro canal, e com protecionistas que não sabem usar controle remoto a situação piora…

    • Thiago Calligopoulos disse:

      também concordo do Toonami ir pra Warner Channel e assim diminuiria as reprises de TBBT, e com animes tipo Jujutsu no Kaisen, pois animes não é para as crianças, e a faixa etária que assiste animes estão no Warner Channel .

      • 村崎葵 disse:

        Não é que “animes não são pra crianças”, o negócio é que animes no geral são variados e não para um público específico.

        O canal da Warner por exemplo poderia exibir coisas mais adultas como o Jujutsu que você citou enquanto o CN poderia optar por coisas mais “light” como um Digimon ou um mahou shoujo comercial da vida. Pensar que animes só são feitos para um público só é que faz canais como o Gloob evitarem passar esse tipo de coisa…

        • Lilliel Sumire Eucaristia disse:

          Ninguém entende isso.
          Então dizer que anime não é pra criança é mais fácil.
          Eu sei que tem anime (animações) para crianças e outras só pra adultos, mas geral não sabe a diferença.
          Justiça Jovem é um exemplo de conteúdo americano em animação que não é pra crianças (tanto que o Cartoon nunca mais reprisou a produção ou exibiu a segunda temporada no Brasil).

  3. King-senpai disse:

    O próximo vai ser Boku no Hero Academia, com o Mineta… podem anotar.

  4. wellington bauman disse:

    Essa cenas na verdade são desnesecaria não contribui com a história mas eles deveriam ter visto isso ou exibido em outro horário temos que concorda q cada país tem sua cultura se as mães não gostaram devemos respeitar
    Mas tem algumas produções da própria cartoon q tem esse tipo de cena até coisas piores

    • Crestomanci Tássio Sam disse:

      Na verdade, a cena em questão contribui para a história de certo modo pois esse acontecimento é fundamental na evolução do personagem Mestre Kame. E Dragon Ball Super não é livre para todos os públicos, de acordo com o site do Cartoon é recomendado para maiores de 10 anos. O caso mais lógico seria aumentar a idade do público recomendado, na minha opinião, e não ficar cortando as animações.

  5. Squall disse:

    Dragon Ball é cheio disso, me admira esses grupos de “censores” não terem reclamado mais antes. Mas não vejo a culpa no anime, que já tem esse tipo de conteúdo a mais de 30 anos, mas sim do canal que continua ignorando a faixa etária recomendada do programa. Vai atingir a idade entre 4 e 11 anos? Dragon Ball é classificação 14 anos, 12 se for bastante editado, o canal nem devia estar exibindo isso na faixa da manhã! Já passou da hora de o Cartoon Network parar de graça e para de ficar tentando só criar um bloco de programação e criar logo um outro canal só pras animações pra uma faixa etária mais velha, e não digo só pra animes não, também pras animações do próprio canal. Deviam fazer tipo um Cartoon Network Kids, pra animação de classificação livre, mas não só aquelas com público alvo pré-escolar como de costume, e um Cartoon Network Senior (ou outra coisa) só pra animações que tenham conteúdo impróprio pra classificação livre.

  6. GatoPreto disse:

    Sei lá, é meio paiá esses animes que sempre tem um personagem pervertido chato, é muito ruim. Além de ser desrespeitoso pra caral** com as minas, satura mais rápido que meme da SAM, PQP, toda anime com o bendito personagem pervertido, os caras só tem uma piada:

    Garoto: *pega nos peitos da garota*
    Garota: *grita pervertido e da um tapa nele*
    *Repete esse ciclo eternamente*

  7. GatoPreto disse:

    Mas é claro que prós otakinhos de plantão (12-16 anos), personagem que pega nos peitos das garotas, vêem as calcinhas delas e etc, é a coisa mais legal e engraçada do mundo, mas quando você cresce você vê que não é legal e é até chato de tanto que repetem as mesmas cenas e plots…

    • matheus bom de bolo disse:

      Man
      Não e esse o ponto. Qualquer tipo de censura e ruim pois isso afeta aquilo q o criador fez. Agora ja pensou q podem haver pedidos para censurar as cenas de luta pq pode influenciar a violência nas crianças?
      Comemorar censura e uma das maiores burrices q alguem que se diz espectador pode fazer

  8. Pedro Nobrega disse:

    Pensava que fosse por causa do episódio que o Mestre Kame vai pro dojo do Tenshinhan e fica assediando aquela moça lá. O Pual nem é menor de idade mais kkkk

  9. matheus bom de bolo disse:

    argentina passando por uma [email protected] crise financeira e a população passando fome
    governo: vou e denunciar um desenho por assedio kkkkkkkkkkk

  10. Unboxing Luigi disse:

    É aquele negocio, é dinheiro. Tão fazendo isso não pelo “serto”, mas sim pelo dinheiro.

  11. King Strife disse:

    Só por curiosidade, CN do Brasil ainda faz cortes nas animações que eles transmitem? Tipo como era na época de Apenas um Show.

  12. NintenBoy disse:

    Ministério das Mulheres, Políticas de Gênero e Diversidade. Argentina merece ficar na merda.

  13. Rafael Barreto disse:

    Quanta frescuragem. Pqp

  14. Rafinha disse:

    Bláblá…. E a vida segue.

  15. Noir Fleurir disse:

    Tão geniais quanto o Crivella pedindo a censura do adult swim há cerca de 15 anos. Não adianta reclamar de argentino, se br é igual. América Latina, como sempre, andando na contramão do mundo

    • Victor Damázio disse:

      A diferença é que quando a censura vem da direita e dos cristãos, os fãs sempre são os certos da história por reclamarem e exigirem o que gostam intacto, quando a censura vem da esquerda progressista, os fãs que são os chorões por reclamar da censura, não eles por censurar.

  16. Fanjos disse:

    É por essas e muitas outras coisas que a Argentina merece tudo isso que estão passando

  17. Victor Damázio disse:

    Esquerdistas, feministas, justiceiros sociais, progressistas, são iguais a aqueles cristãos, conservadores, padres e velhinhas de igreja que ficavam falando que rock vai corromper os jovens, que videogames violentos vão transformar as crianças em assassinos e que Pokémon é coisa do demônio, e que também tentaram proibir Dragon Ball, falando que era muito violento e satânico.

    A diferença é que antes, o chorão da história era os velhos guardiões da moral e bons costumes, os fãs podiam defender seu hobby a vontade, hoje, os novos guardiões da moral e bons costumes inverteram a culpa, você que é o chorão por ser contra a censura, não eles por censurar, nesse ritmo, vão banir todos os episódios e filmes de Dragon Ball.

  18. César Filho disse:

    feministas amam passar vergonha, governos falidos e esquerdistas amam censura, viva a liberdade de expressão

  19. Caio Martins disse:

    Esse ministério público é uma vergonha ao invés de se preocupar com coisas mais importantes ficam censurando desenho animado é um absurdo

  20. Arthur Pendragon disse:

    Aqui esse tipo de ação ficaria por conta da direita conservadora e da bancada cristã com certeza.

    • Victor Damázio disse:

      Já falei, a diferença é que antes, quando os cristãos e conservadores censuravam tudo, os fãs eram heróis por reclamar disso e lutar contra a censura, mas quando são os esquerdistas e progressistas censurando tudo, o fã que é o chorão da história por ser contra a censura, não eles por censurar.

  21. Lien, o Viciado em TWST disse:

    Depois de tantos anos, só agora percebem o [email protected] que o Mestre Kame é?

  22. Tafarel Pedro disse:

    Pior q vendo a cena como foi é melhor msm a censura se minha irmã vê isso n ia prestar censura sim quem tá infeliz vê na versão original sozinho q lá n vai ter censura

    • Victor Damázio disse:

      Depois a versão censurada vira a única existente, vão fazer de tudo pra que daqui pra frente, não tenha isso na versão original.

      Isso é só um novo puritanismo, igual aqueles crentes reclamando que tudo é coisa do demônio e vai estragar os jovens.

  23. FAKE DO ANSEM disse:

    A militância ainda vai destruir o mundo um dia. Esse povo é hipócrita demais. Se for pra falar da idade do personagem, então o Pual ja é adulto faz tempo, isso eles ignoram né. Mas enfim, esse nem é o ponto principal, o [email protected]#da mesmo é essa patrulha do pensamento q quer sempre arrumar uma narrativa a favor deles, seja em assuntos bobos com um anime ou coisas sérias da vida real. E é impressionante como tudo q vem deles fazem muito barulho, parece q nada é discutido friamente com calma, é sempre essa histeria toda.

  24. Pederix disse:

    Uma coisa é o Akira Toriyama fazer isso nos anos 80, a outra em 2016. Apesar de não gostar de cortes em anime, também não vou ser cabeça dura de dizer que não entendi o que incomodou eles nessa cena, se você assiste o anime e imediatamente pensa “Nossa, que errado”, então foi a noção que bateu.

  25. Bruno Leal disse:

    Tirando essa nutelice de hj em dia, que a geração se ofende por QQ coisa, Pual tem mais de 30 anos de idade, e sabe mto bem se defender, pode se transformar tanto numa garotinha como num ogro de 300 kg. Fora que pode se transformar em diversos tipos de armas. Esse povinho mimimi precisa antes de botar em pauta QQ assunto se aprofundar nele antes de vir de lacração.

  26. Eduardo Jose de Andrade disse:

    A Argentina tem outros problemas maiores do que cena e#chi em desenho japonês.

  27. HatV1c70r disse:

    Logo mais narutinho com jutsu sexy vai rodar

  28. Lucas Paez disse:

    Faz uns meses a Argentina aprovou o ensino da linguagem neutra nas escolas…

  29. Cleivson Lopes disse:

    Quando um desenho animado é levado a sério por adultos, antes eles viam isso e ainda denegriam por estar vendo desenho dependendo da idade …. Isso é uma palhaçada, desde que não haja cena de [email protected] de resto pra mim é bobeira, a criança tem que aprender a filtrar o que é errado e aprender que aquilo é errado e que ela não deve fazer aquilo assim como não deve pular da laje pra tentar voar! Cresci vendo Dbz e nem por isso sou um assediador! Palhaçada, tem outra coisa mais importante pra se preocupar não?

  30. Pedro Lucas Pimentel disse:

    Podem falar o que quiser, mas em pleno 2021 e os caras ainda continuam colocando Mestre Kame [email protected]#do em DBS q é anime infantil… o.. mano, é literalmente uma cena de assédio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.