Doutor Estranho no Multiverso da Loucura é banido da Arábia Saudita

Reprodução.

O próximo longa da Marvel Studios a estrear nos cinemas será Doutor Estranho no Multiverso da Loucura e uma legião de fãs está ansiosa por este evento que promete ser tão grandioso quanto Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa. Contudo, alguns fãs não terão acesso ao filme visto que alguns países não irão exibir a produção.

O The Hollywood Reporter divulgou que a Arábia Saudita baniu a produção em todo o seu território, o motivo seria mais uma vez pela presença de personagens LGBTQIA+ como a heroína America Chavez, que nos quadrinhos é abertamente lésbica, sem falar de suas duas mães que, provavelmente, devem aparecer no longa também.

Marvel Studios/ Divulgação

A produção seria lançada no país no dia 5 de maio, contudo, seus ingressos não estão mais disponíveis para compra. O mesmo está ocorrendo no Kuwait e no Catar, países que também possuem leis anti-LGBT, este último, inclusive, será a sede da Copa do Mundo 2022 e já anunciou que pessoas LGBT que desejem ir assistir aos jogos não deverão demonstrar afeto em público. Nos Emirados Árabes Unidos os ingressos continuam à venda, porém, não se sabe se o país irá adotar medidas semelhantes em algum momento futuro.

Este é o segundo longa da Marvel Studios que fez a empresa ter de lidar com as leis preconceituosas de países do Oriente Médio, no ano passado Eternos passou pelo mesmo por apresentar Phastos, o primeiro herói abertamente gay do MCU. Na época, os países solicitaram que a Disney realizasse uma edição, atitude que a empresa do Mickey não parecia disposta a realizar, entretanto, uma versão editada chegou a ser veiculada apenas nos Emirados Árabes Unidos.

Doutor Estranho no Multiverso da Loucura estreia em cinemas brasileiros no dia 5 de maio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.