Disney pode voltar a produzir animações em 2D

Disney+ / Divulgação

É impossível falar de animações clássicas sem citar algum filme do Walt Disney Animation Studios. O estúdio, que já coleciona diversos Oscars, é um dos maiores expoentes da animação no ocidente. Ainda assim, deixou muitos fãs saudosistas depois de mudar seu modelo de animação para se adequar ao mercado emergente de animações digitais – popularizado pela Pixar. Isso acarretou no total abandono das animações clássicas (feitas à mão em 2D) e na adoção do CGI (3D) como padrão para seus longas-metragens.

Mas se depender de Eric Goldberg, codiretor de Pocahontas e supervisor de animação no Walt Disney Animation Studios, as animações 2D podem ter uma sobrevida. Em entrevista ao IndieWire, Goldberg relatou que o estúdio está se movimentando em prol de formar equipes capazes de trabalhar com o estilo de animação clássica. Segundo ele, a animação 2D faz parte do legado da empresa e devemos ver novos conteúdos nesse formato:

“Há muito tempo venho fazendo campanha para treinar pessoas em desenhos à mão e, à medida que os filmes em CG se tornaram cada vez mais populares, essa ideia tornou-se cada vez menos importante para o estúdio […] Mas agora temos uma atmosfera e um grupo de pessoas que reconhecem que isso [a animação 2D] faz parte do legado Disney.”

O último longa-metragem animado em 2D lançado pela Walt Disney Animation Studios foi O Ursinho Pooh, de 2011, cuja baixa arrecadação foi dada como justificativa para abandonar esse estilo. Desde então, com exceção de alguns curtas-metragens, todas as animações do estúdio utilizaram a estética 3D que é observada nos filmes da Disney Animation atualmente (como Encanto e Moana).

Embora fãs de animação tradicional feita à mão estejam comemorando internet à fora, é pouco provável que novos longas animados completamente em 2D sejam lançados pelo estúdio, já que o histórico de bilheteria pesa bastante nessa decisão. Ainda de acordo com Goldberg, as equipes de animação estão trabalhando em métodos de animação 2D digitais, o que permitirá que esse formato possa ser utilizado em produções originais e híbridos (2D e 3D) em filmes e séries. Essa declaração leva a crer que possivelmente veremos cada vez mais conteúdos similares a Homem-Aranha no Aranhaverso (Sony) e Arcane (Netflix): produções que mesclam distintas tecnologias de animação para criar uma estética única.

Eric Goldberg, juntamente com outros artistas e animadores da Disney, estarão no documentário Do Esboço à Realidade (Sketchbook), que estreia dia 27 do Disney+.

Uma resposta para “Disney pode voltar a produzir animações em 2D”

  1. Ian disse:

    Tomara mesmo. Fazem falta animação 2D no cinema. Mas tenho um pouco de preconceito com o estilo de animação disney, por mais que seja muito belo. Curto animações mais estilizadas hehe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.