Crunchyroll não disponibilizará mais simulcasts para usuários gratuitos

Crunchyroll / Divulgação

Crunchyroll revelou nesta quinta-feira (24) algumas mudanças no sistema de disponibilização de conteúdos da plataforma de acordo com o tipo de assinatura do usuário, contas gratuitas e premiums.

A partir da Temporada de Primavera 2022, em abril, a Crunchyroll não disponibilizará mais os simulcasts da temporada gratuitamente uma semana após a exibição para os usuários gratuitos da plataforma, sendo necessário uma conta premium para poder acompanhar os lançamentos.

Séries já em andamento que continuarão suas respectivas exibições nas próximas temporadas, como One Piece e Boruto: Naruto Next Generations, também não estarão mais disponíveis no formato de transmissão simultânea aos não-assinantes, mas os episódios já exibidos até abril continuarão disponíveis gratuitamente com anúncios.

Como uma forma de incentivar os usuários a conhecerem a experiência de ser um assinante pago, os seguintes animes da próxima temporada terão uma “amostra” com os 3 primeiros episódios disponibilizados gratuitamente com anúncios uma semana após a exibição até 31 de maio:

  • Spy x Family
  • A Couple of Cuckoos
  • Dawn of the Witch
  • Tomodachi Game
  • Skeleton Knight in Another World
  • Shikimori’s Not Just a Cutie
  • The Greatest Demon Lord is Reborn as a Typical Nobody
  • Trapped in a Dating Sim: The World of Otome Games is Tough for Mobs

Caso se interesse por uma das produções acimas, terá que ter uma conta premimum para poder acompanhar os próximos episódios.

A partir de abril de 2022, a Crunchyroll não disponibilizará mais simulcasts da atual temporada aos seus usuários gratuitos.

53 respostas para “Crunchyroll não disponibilizará mais simulcasts para usuários gratuitos”

  1. Eryk Oliveira disse:

    Choremos

    Por outro lado, se for para ter mais animes dublados, eu aprovo. Era bom dublarem as aberturas também. Música boa dos animes em português, ia atrair ainda mais a galera para assinar.

    E dublem o meu Accel World. Só falta isso para eu trocar da Netflix!

    O plano mensal de assinatura está bem baratinho considerando tudo. 24, 25 Reais, mais ou menos.

    • Yuri disse:

      Dublagem das músicas tema são caríssimas porque os direitos têm que ser adiquiridos separadamente com a gravadora e com o artista.

      Accel World é da VIZ Media.

      • MS disse:

        Até daria pra considerar um título da Viz… se ao menos eles expandissem a licença do anime pra cá.
        HxH 2011 provavelmente só foi uma exceção por conta de medo da empresa. Como a Netflix tava pegando exclusividade de dois títulos até então da empresa (JoJo e Tiger & Bunny), aí que eles começaram a botar a mão na massa dublando o resto de Bleach e Naruto, e expandindo a licença de outro shonen popular aqui.
        Agora no caso de Accel World, provavelmente só não estão indo atrás (ainda) porque não existe mais nada novo envolvendo a franquia ao contrário do outro isekai do mesmo autor (SAO). E enquanto isso, é mais provável que outra empresa como a que eu citei antes (Animity) possa ir atrás desse produto aproveitando que a Viz tá moscando. Essa empresa e a Sentai Filmworks são infames por fazer isso.

      • Eryk Oliveira disse:

        Sim.

        Mesmo assim, se a galera do Japão está pensando em fazer os animes para as pessoas do resto do mundo, já está mais do que na hora de começar a dublar as músicas de animes também. Porque da mesma forma que os japoneses gostam, o mesmo tem que acontecer com o público internacional (mais abrangente.)

        Accel World é um da melhores animes! Só fica difícil que nem legendado oficialmente tem por aqui.

        E quando dublarem, espero que NÃO FAÇAM FEIO!

    • murasaki disse:

      E dublem o meu Accel World. Só falta isso para eu trocar da Netflix!

      Como que vão dublar algo que nem tá no catálogo?
      É mais fácil ver o Animity licenciar isso, porque a Viz sequer arrisca em fazer o anime ser assistível aqui.

      • Eryk Oliveira disse:

        Eu sei que a qualquer momento vai chegar a vez dele.

        Porque estão dublando anime adoidado!

        Até anime que ninguém pediu!

        • MS disse:

          Como eu disse… primeiramente o anime tem que estar no catálogo pra ter certeza se seria dublado ou não.

          Se bem que por opinião própria eu preferiria isso em outra plataforma, seja ela gratuita ou não.

          • Eryk Oliveira disse:

            É. Onde tiver, eu vou assistir.

            Pelo andar da carruagem, é capaz da dublagem receber o mesmo tratamento de Jojo (e possivelmente Hunter Vs Hunter, segundo os boatos).

          • Eryk Oliveira disse:

            Pois é. Eu preferiria que fosse dublado na Netflix.

            Lá pelo menos eu vou ter certeza que vai ser bem dublado.

    • Allan Martins disse:

      Não, mano que p.. de dublar abertura, irmão para com isso ai, meu! Abertura dublada era só na TV.

      • MS disse:

        Continuam existindo aberturas dubladas, e elas não se limitam a televisão, mas sim a empresas que ao licenciar conteúdo decidem se vão pagar a mais para ter a possibilidade de dublar músicas.

        Ao meu ponto de vista, vale a pena dublar esse tipo de coisa dependendo do contexto da história da série. Tendo por exemplo músicas que tem alguma relação com o enredo, ou mesmo quando fazem sátira sobre uma situação na história são situações que ao meu ver faria sentido dublar. O problema é que as gravadoras no geral tem sido mais rígidas nesse quesito ultimamente, justamente pra divulgar a trilha-sonora para pessoas fora do Japão que se interessam no artista. E as plataformas e licenciadoras mais destacadas no geral optam por não dublá-las para economizar nas licenças.

        • Allan Martins disse:

          Mas tu fez um textão de feminista tbm né, irmão…esse negócio de abertura dublada era mais em TV aberta pq os caras consideravam que era um conteúdo a ser exibido pra crianças, por isso era algo mais lúdico. “Promover o artista pra pessoas fora do Japão”, mas irmão a maioria das pessoas pulam as aberturas.

          • MS disse:

            Aí pular aberturas já é decisão do cliente e não da empresa que dubla.
            Como eu disse, são empresas gigantes, e principalmente multinacionais. A Artworks Entertainment, por exemplo, é uma empresa focada exclusivamente no mercado latinoamericano, e traz trilha-sonora dublada por não licenciar muita coisa. Se fosse uma empresa mais expandida, dificilmente faria esse trabalho.

            E não, falar que isso só se limita a TV é porque não conhece o mercado geral desse tipo de produto. A dublagem latina da primeira temporada de Megalobox, por exemplo, teve dublagem na trilha-sonora, e ela teve estreia na Netflix. Outro exemplo de conteúdo mais pesado que por algum motivo também foram dubladas as músicas foi o lançamento em home-video latino de Elfen Lied. Então não seria lançamento na TV ou conteúdo infantil, mas sim marketing. Existem sim empresas que se limitam a conteúdo infantil pra dublar esse tipo de coisa, como a Netflix por exemplo, mas não são de longe todos os casos, e existem as empresas como as que eu citei que apenas fazem por marketing mesmo.

        • Allan Martins disse:

          E não é pra menos que eles querem economizar não dublando as Op, já que mandar fazer uma dublagem decente já custa dinheiro.

    • Anthoni Vedovato disse:

      Eu uso a Netflix,e sempre renovo para continuar com ela!
      Agora os Animes da Crunchy e Funi vejo por outros lugares

  2. murasaki disse:

    Mal começou a fusão e já estão piorando o serviço… K

  3. Endo Torres disse:

    Embora eu deteste versões gratuitas de serviços de streaming em razão desses infortuitos, eu semprei advoguei para que os mesmos apresentem varias opções de pacote e consumo, de modo que ninguém possa reclamar, nesse sentido eu acredito que o serviço mais vacilante tenha sido a dona Netflix, que além de aumentar o valor da assinatura, não permiti que você assine um valor mais barato, submentendo o telespctador desses planos mais baratos a ter que ver os seus programas com qualidade de calculadora (o que claramente é uma forma de desencorajar a pessoa a permanecer nesse plano e migrar para os planos mais caros que apresentem qualidade superior a 720 linhas).

    • Jardel disse:

      Fora o fato de que agora a Netflix irá taxar quem compartilhar a conta com outras pessoas (desde que não sejam moradores da própria casa). É… depois querem acabar com a pirataria, mais deixar de explorar os assinantes eles não querem. :-/

      • Crunchymation disse:

        Falou TUDO

      • Endo Torres disse:

        Mas eles quererem fazer essa cobrança não é problematico, o problema é que não há uma miscelania de planos de modo que as pessoas possam encaixar a suas realidades a uma mensalidade compativel.

        • Jardel disse:

          Ao meu ver é problemático, porque o conteúdo já está muito subdividido e restrito em vários streamings. As vezes uma pessoa quer assistir uma série A, mas não pode ver pois só tem a mesma em certa plataforma e ela não têm condições de fazer uma segunda ou terceira assinatura. Por muito tempo a solução que a galera tem encontrado foi a de se reunir com um grupo de amigos, cujo cada um paga por um site distinto e compartilha as senhas entre si, dessa forma todo mundo tem acesso a uma variedade de produções, economiza dinheiro e não precisa apelar para pirataria. Porém, pelo visto essa ideia já está sendo ameaçada e as pessoas terão que aderir aos meios ilegais mesmo. :-/

          • Endo Torres disse:

            Eu tenho acesso só a Netflix, porém uma coisa que eu penso em fazer é averiguar quais são as series que valem realmente a pena assistir, anotar e assistir no final do ano pagando somente as mensalidades desse mês que estou consumindo, porque juro pra você, a coisa que mais me inrrita na Netflix e nos demais serviços é como parece que eles fazem uns negócio a toque de caixa RUIM PRA BONÉ, e lança de brinde umas poucas series boas. Lança três series boas pra vinte ruins.

          • pablo souza disse:

            Bem, a Netflix é mestra nisso. Vendo a saída de várias obras do catalogo tentou criar seu próprio acervo, mas o problema é que fizeram isso nas coxas. É basicamente ter conteúdo só por ter conteúdo, sem prezar por qualidade e outros critérios. Os animes, por exemplo, recebem um orçamento as vezes pior que animações ocidentais. As próprias séries boas do catálogo tem todo o seu marketing boicotado(quando tem marketing né…) em prol das séries modinhas “teen”. E juntando com o último, o público que ela está focando(jovens) está criando um déficit de conteúdo pros outro públicos. Basicamente o planejamento do serviço está ruim

  4. matheus bom de bolo disse:

    Olha aí oque a falta de concorrência trás kkkkkkk

  5. Ou seja, mais gente chegando aos sites de subs.

    Boa

  6. MeGaNiNjA disse:

    Depois reclamam quando a pirataria cresce e eles tem prejuízo, isso tira a acessibilidade dos clientes e não incentiva eles a pagar, pelo o contrario só incentiva a ir para a pirataria

    já tava suspeitando que algo assim iria ocorrer assim quando o CR tirou a promo que dava passes de 3 dias Premium Gratis para convidados

  7. Pastel com Ketchup disse:

    Mal Sony colocou a mão e já tá tirando uma funções que a Crunchyroll tinha..

    Não deveria retirar, mas melhora a mesma, e fazer do Premium um atrativo que faria as pessoas sentir a necessidade de adquirir, remover uma função como essa que já está na plataforma é muito sacanagem. E depois ficam reclamando de Pirataria isso e pirataria aquilo.

  8. Guilherme Alexandre disse:

    Acho que essa decisão vai acabar incentivando a pirataria…

  9. Everton Luiz disse:

    E esperem um aumento de preço nos próximos meses tbm, vou pegar a anual quando acabar meu teste gratuito de 2 meses em 30 de abril.

  10. Dauðalogn disse:

    Entao lançaria quando o ep ?

  11. Jardel disse:

    E assim é dado o primeiro passo para estragar um dos diferenciais da Crunchyroll, tenho até medo quando anunciarem as próximas dublagens. Triste viu. :-/

  12. Caio Martins disse:

    Mal se uniu a funimation já começou a sem vergonhice q se lasque não quero saber de crunchyroll ela q afunde na sua própria arrogância

  13. Allan Martins disse:

    Cara que bosta…mas não faz diferença eu divido com outros 2 camaradas…pra ser sincero ou vc assina ou você vê piratão msm, plano grátis da Crunchy não vale a pena é mais pra conhecer o serviço msm

  14. Lien, o Viciado em TWST disse:

    Agora que a pirataria aumenta

  15. Lebowski disse:

    Na minha opinião, isso foi uma péssima decisão da Crunchy. Eu usava desse simulcast com atraso de uma semana para acompanhar os animes da temporada de forma oficial, mesmo que amigos meus tivessem acomoanhado de forma pirata. Além disso, apesar de ter uma conta gratuita, eu conseguia ver animes como My Hero e Hunter x Hunter completos (haviam uns 3 blocos de anúncios em cada episódio, mas pra isso eu tinha uma paciência de jó huahuahuuahuha).

    Agora o pessoal vai piratear anime com força, se já não estava fazendo antes com esse lance de animes e dublagens exclusivos da Funi.

  16. Caio disse:

    A Crunchyroll é uma empresa e deve ganhar pouco retorno com os ads, então faz sentido tirarem, já que 70 milhões de usuários não pagantes, e 8 milhões de assinantes é desprorcional. E toda empresa precisa lucrar para pagar as contas, e ter retorno.

    • MS disse:

      Tecnicamente, essa porcentagem também mostra que a maioria que consumia a plataforma era quem preferia legendado, já que já faz uns anos que a plataforma parou de oferecer conteúdo dublado sem assinatura fora aquela série datada de CDZ.

      • Caio disse:

        Entendi. Eles possuem 100 milhões de usuários ativos, a maioria assiste de forma gratuita. Então, faz sentido eles quererem que esses usuários assinem o serviço. Não entendi essa citação sobre CDZ.

  17. O Thammy Gretchen disse:

    Obrigado Sony, vou voltar pro piratão depois de anos longe.

  18. Okay disse:

    Eu sempre me perguntei como a Crunchyroll ganhava dinheiro com essas propagandas, normalmente era propagandas da propria Crunchyroll.

  19. NintenBoy disse:

    A ironia do destino. Crunchyroll começou como serviço pirata, depois viro serviço oficial com a desculpa de dar dinheiro pros estúdios de anime, assim tirando muitas pessoas da pirataria. Agora na mão gananciosa, censuradora e ativista da sony, vai trazer a os fansubs de volta. Como é lindo ver a sony matando o próprio serviço. Merece afundar mesmo. Fansub é vida.

  20. Noah Cezario disse:

    eu nao sei vcs, mas eu pago minha assinatura justamente pra ter a facilidade de abrir um app/site e dar play pra ver sem me preocupar com a procedência do site (sim crianças, há riscos).

  21. Max Scheffer disse:

    funimation para quem tinha conta gratuita era um pesadelo, estava duvidando que eles iriam deixar a Crunchyroll da maneira que era

  22. Darker disse:

    olha só…. é por isso que vejo em lugares alternativos. A vontade de ajudar sento assinante é alta, porém dois fatores me fazem não assinar.: O preço alto e censuras.

  23. Kenji disse:

    Era de se esperar, sendo que agora metade do site é gerido pelos incompetentes da Funimation.

  24. KilluaSP disse:

    Melhor cancelar CR e assistir Anitubes piratas e torrents gratis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.