Análise – Scarlet Nexus

Por ANMTV em

Bandai Namco Entertainment / Divulgação

Autoria: Henrique Zanardi

Scarlet Nexus é o mais novo jogo da Bandai de Hack n slash com elementos de RPG. Nele, é possível o jogador escolher dois personagens: Yuito, um recruta determinado e com um grande senso de justiça que é o filho de um magnata que a todo momento está disposto a mostrar que não vive na sombra de seu pai ou Kasane, também recruta, mas com uma personalidade fechada e calculista, ela possui um ar misterioso e seu destino parece sempre interligado com de Yuito. Ambos possuem o poder de telecinese, que dá uma dinâmica ótima para o jogo (dinâmica essa que iremos abortar mais em breve nessa análise). Yuito é focado no combate direto usando uma katana, já Kasane utiliza adagas, recorrendo a um ataque mais contido e a distância.

O título apresenta uma grande quantidade de diálogos com imagens estáticas e que, infelizmente em alguns momentos, tiram a imersão. O combate é muito bom, sendo um jogo hack n slash; seus controles funcionam muito bem mesmo não possuindo uma vasta quantidade de combos quanto um hack n slash normal. O personagem possui uma árvore de skills onde pode upar suas habilidades, dentre elas aumento de combos, suporte, foco cerebral (esse envolvido diretamente com a história do jogo) e também existe a customização de personagens que se limita a trajes, capacetes, óculos e outros, mas é puramente estético e não tão vasto.

Ao decorrer da história você terá o suporte de 4 npcs fundamentais para jogatina e poderá escolher dois deles para andar com você durante as missões. Dependendo de qual personagem escolha iniciar, você terá 4 npcs a sua disposição, cada um deles com uma habilidade diferente, aumentando o fator replay. A interação com seu grupo permite que o jogador defina se o seu npc irá batalhar até o fim e sendo sempre bem agressivo, focar mais em ser evasivo usando mais a esquiva, selecionar o mesmo inimigo ou múltiplos inimigos, fazendo com que o npc seja como um jogador real, dando-o liberdade no combate. Cada npc possui uma habilidade única, como defesa aprimorada, clarividência, piro sínese e mais, onde é possível pegar tais habilidades emprestadas. Basta o jogador usar o comando L1 + quadrado, triângulo, bola ou X, dependendo da configuração escolhida pelo mesmo. Esse poder por mais que possa ser usado inúmeras vezes, tem um tempo limitado, como se fosse um bust que o personagem ganha em batalha. Ele é automaticamente carregado com o tempo.

Existem finalizações especiais caso deixe o inimigo stunado e cada inimigo possui uma finalização diferente e todas são bem bacanas, uma melhor que a outra. Mesmo com a mira ativada no inimigo os golpes parecem não encacharem como devido e contra personagens grandes, por exemplo, é uma verdadeira bagunça. A câmera parece ficar confusa e você acaba tendo problemas nos chefes, principalmente. Existe uma certa repetição de arenas, ainda mais em missões secundárias mas os cenários são bonitos e interativos e já que nosso personagem principal tem o poder de telecinese isso permite a interação de alguns objetos pré-determinados para dar continuidade aos combos.

Em seu esconderijo você tem a possibilidade de interagir com todos seus npcs e a possibilidade de presentear e fortalecer a amizade com cada um deles e isso faz com que você libere novas habilidades de acordo com os poderes emprestados por eles. Existe também um campo onde você recebe mensagens de seus amigos sobre as missões e é de suma importância responder pois isso cria afinidade entre os personagens o que contribui na jogabilidade. Seus loads iniciais podem demorar de 5 a 10 segundos e em um reload o tempo de 15 a 20 segundos. O gráfico estilizado no formato anime da um ar de que estamos jogando um anime interativo.

Inicialmente é apresentado muitos personagens o que pode no começo pode ser confuso e massivo mas ao decorrer da história contemos melhor alguns dos personagens mas outros ficam sem desenvolvimento. Os personagens variam de muito interessantes até o desinfetantes, enfatizando o personagem shiden, que por muitas vezes implica com nosso personagem e chega a ser irritante e sem motivos. A dificuldade varia de jogador a jogador, caso tenha familiaridade em jogos do gênero, não terá muitos problemas porém o jogo apresenta uma dificuldade media pra alta com batalhas estressantes e frustrantes até mesmo no normal mas depois de vencer o chefe, você se sente realizado.

Em toda jogatina houve apenas um único bug, um bug que prejudicou a gameplay, uma vez que me impediu de usar um recurso básico que é o poder de telecinese do meu personagem (L2 e R2), e só consegui reverter isso saindo do jogo e entrando de novo pois nem reload resolveu a situação. O jogo vem com legendas em português, áudios em japonês e inglês. Scarlet Nexus tem a durabilidade de aproximadamente 18 horas e caso busque a platina, o tempo pode ir para 20 horas.

Scarlet Nexus – O Anime

Também foi produzido pelo estúdio Sunrise, pertencente a Bandai Namco, um anime onde aparenta ser uma adaptação fiel ao jogo dando mais profundidade em alguns aspectos da história. Seu traço e animação são boas, mesclando 2D com 3D em alguns momentos.

Scarlet Nexus está disponível para as plataformas PC, XBOX Séries X/S, XBOX One, PS4 e PS5.

Agradecimentos ao nosso colaborador especial Henrique Zanardi

*As opiniões expressas neste artigo são de responsabilidade do autor e não remete necessariamente a posição do ANMTV*
Comentários