Alan Moore: filmes de super-heróis estão arruinando o cinema e a cultura

Por Gabriel Fernandes em

Reprodução.

Em entrevista ao Deadline, o quadrinista Alan Moore, autor de obras como Watchmen, V de Vingança e Batman: A Piada Mortal, atacou mais uma vez os filmes de super-heróis.

Moore revelou que não assiste um longa-metragem desde Batman, de Tim Burton, lançado em 1989. Ele afirmou que essas adaptações: “arruinaram o cinema e também a cultura, até certo ponto”. O autor ainda comentou que se preocupa com adultos formando grandes filas para assistir filmes inspirados em personagens de 50 anos atrás, criados para entreter garotos de 12 anos. Ele destacou: “eles [super-heróis] foram inventados no final da década de 1930 para crianças e são perfeitamente bons como entretenimento infantil. Mas se você tentar fazê-los para o mundo adulto, acho que se tornará grotesco.”

Segundo Moore, os filmes de herói estariam infantilizando a população. Para ilustrar isso, ele comentou que em 2016, ano do Brexit e da eleição de Donald Trump, seis das doze maiores bilheterias do cinema eram produções de super-heróis: “não quero dizer que uma coisa causou a outra, mas ambas são sintomas de uma da mesma coisa, a negação da realidade e uma necessidade de soluções simplistas e sensacionais”. Ele ainda criticou a indústria, afirmando que todos esses personagens foram roubados de seus criadores originais.

Comentários