Yuru Camp e a sua fantástica simplicidade de ser incrível

Por Eder Rodrigues em

Houbunsha / C-Station / Divulgação

Os animes, como obra midiática, possui as mais diversas histórias a serem contadas a partir de um determinado ponto, seja ela do mangá, de uma light novel ou ainda uma obra original, todas elas possuem um direcionamento e seja assim sendo, possui uma história a ser contada, queira goste da obra ou não. Porém, há animes que simplesmente não querem somente contar um enredo, mas sim ensinar e passar lições simples que fazem gerar grande empatia. E é justamente isso que Yuru Camp faz e com extrema maestria.

Yuru Camp é um mangá criado por Afro, lançado em 2015 na revista Manga Time Kirara Forward, da editora japonesa Houbunsha. A história gira em  torno de Rin, uma garota que adora acampar e que acaba o fazendo sozinha na base do Monte Fuji. No entanto, o que começa como uma das suas habituais sessões de acampamento de Rin, de alguma forma, acaba se tornando uma reunião surpresa para dois quando a perdida Nadeshiko Kagamihara é forçada a se refugiar em seu acampamento. E assim começa toda a história do mangá.

A obra teve um anime lançado janeiro de 2018 com produção estúdio C-Station, e já na primeira temporada, o sucesso foi absoluto. O mangá começou a vender muito bem, empresas focadas em acampamento começaram a lucrar bastante e os Camps, que no inverno japonês é mais esvaziado, e houve um aumento exponencial de pessoas querendo acampar em lugares retratados no anime. Não somente isso, o sucesso da primeira temporada de Yuru Camp fez com que um spin-off animado chamado Heya Camp fosse criado, que foi lançado em janeiro de 2020 e teve 12 episódios, com 3 minutos de duração cada um. Além disso, foi anunciado uma segunda temporada, que se encontra em exibição, além de um filme animado que ainda não posui data de estreia. O sucesso foi absoluto! Mas o que explica todo esse boom do anime?

Toda construção da série, que é um slice of life (vida cotidiana), seja ela no quesito personagens e história é simplista, mas muito bem funcional para gerar empatia e ao mesmo tempo deixar você feliz pelas relações interpessoais presentes na obra. Todas as personagens, principalmente a Nadeshiko, são incrivelmente simples, mas uma coisa tão simplória que acaba gerando uma grande afinidade e também de tranquilidade por suas fofurices. Todas têm boas personalidades e há um rápido desenvolvimento em termos de como os personagens passam a compartilhar um forte vínculo de amizade. Os personagens são bem escritos, com uma variedade de personalidades que se complementam e, às vezes, atuam como contraste entre si.

Houbunsha / C-Station / Divulgação

Yuru Camp é o tipo de anime que faz você valorizar as pequenas coisas da vida. Existem poucas circunstâncias, como por exemplo, em que uma garota simplesmente comprando uma lâmpada poderia te deixar feliz e de certa maneira emocionado, mas é o trabalho árduo e a dedicação que ela colocou que torna isso possível de maneira a passar isso para quem assiste.

Outro ponto a se destacar muito bem é sua trilha sonora. Ela consiste em violões, cavaquinhos, violinos e outros instrumentos que criam o cenário perfeito para uma aventura ao ar livre. Além disso, seus visuais são um destaque a parte do anime, tanto na primeira temporada, quanto na segunda, que se encontra em exibição. Aqui vemos uma quantidade de detalhes muito boa, a ponto de eu ter que pausar o anime em algumas oportunidades, admirar tais visuais. Tudo isso graças o ótimo diretor Yoshiaki Kyougoku, que é um destaque importante e soube passar os mínimos detalhes dos visuais, os deixando incríveis.

Assistir Yuru Camp é quase meditativo para mim de certa forma, pois me permite diminuir o ritmo e apenas relaxar, que eu acredito que seja realmente a intenção na criação do anime. Na verdade, esta obra em si é do tipo que você gostaria de se aconchegar em um cobertor quente, talvez fazer um lanche leve e apenas desfrutar de uma diversão quente e saudável.

Vale lembrar que a primeira temporada de Yuru Camp, bem como o spin-off Heya Camp estão disponível com legendas em português pela Crunchyroll. E a segunda temporada que estreou em janeiro, tanmbén pode ser assistida no catálogo da plataforma.

Comentários