Attack on Titan: venda das braçadeiras de Marley são canceladas

Por João Gabriel em

Kodansha / STUDIO MAPPA / Divulgação

Neste domingo (14) o perfil oficial de Attack on Titan anunciou o lançamento oficial das braçadeiras de Marley para venda ao público no Japão, sendo feitos totalmente sob encomenda em conjuntos de três diferentes cores, mas não demorou muito para ocorrerem reclamações.

Diversos usuários começaram a afirmar que “isso não era uma boa ideia”, já que na história, tais braçadeiras eram usadas para discriminar os descendentes de famílias de Paradis e que a venda desses produtos era “uma insensibilidade com as comunidades judias que foram violentadas durante o regime nazista” reafirmando ser “uma péssima ideia”.

Em resposta a todos os comentários negativos em relação a um produto recém-anunciado, a conta oficial da franquia postou um comunicado nesta segunda-feira (15) anunciando o cancelamento da produção das braçadeiras dizendo que “não era sua intenção vender produtos que remetesse a discriminação racial” e que “apenas queriam comercializar uma vestimenta baseada na história de Attack on Titan”.

No Brasil, o mangá foi publicado pela editora Panini. O anime está disponível na Crunchyroll, com legendas, e Funimation, com dublagem. A 2ª parte da última temporada irá estrear em 9 de janeiro.

Comentários